choripán

duas estranhas
na primeira noite
normal do ano
das quais não recordo
se quer os nomes
as quais foram embora
enquanto dormia
das quais me lembro bem
os contornos
das quais ainda tenho
um pouco do cheiro
as quais não me roubaram
por honestidade ou
cortesia? não sei
no fim
o que ficou além
do desejo
de repetir a noite
foram duas calcinhas
ao lado do caderno
onde constava: choripán
e um coração muito bem
desenhado.

Deixe uma resposta