nu embalo

continuo escrevendo poesia
porque honestamente
me divirto. é algo como cagar bêbado
no banheiro de um ônibus em movimento
enquanto as crianças continuam
chorando, os velhos tossindo ou roncando
as galinhas cacarejando e a vida seguindo
em qualquer direção oposta
à do ônibus

eu, todo cagado lá no fundo
permaneço nu
embalo.

Deixe uma resposta