0:00

O ranger do telhado
Tudo está escuro
Ruidos de uma tempestade medieval
O menino está dando voltas
A menina tenta dar a luz
Assoviam os pregos
Flores despedaçadas
Sem bem me quer
Mal me quer
Mal queremos
Mal querem-nos
Mal sei do que estou falando
Goteiras ácidas queimando lâmpadas
Tremores, odores
Passos e vozes
Mais um dia calcificado
Em raízes amargas
Na boca uma simples gota
Arrancada pelo vento
O que assusta é o barulho da sujeira
Criando seu próprio caminho
O menino canta
A menina encanta
Tudo está escuro
Zelo ao encher o copo
O estrondo do portão sem fechadura continua alto
Resmungos e fungos
Fundos
Sincronizados pela emoção
Amanhã será melhor
Amanhã será o que for
Amanhã será o que há
Amanha será um dia
Que mal espero roer

Um comentário sobre “0:00

  1. Boa tarde.

    Em meio a noite escura,
    em meio aos tons cinzas,
    em meio aos cheiros e odores,
    em meio a multidão, sinistra, vazia…
    Eis que me vejo assim, perdida.

    Abraços

Os comentários estão desativados.